14 Dicas Para Ajudar a Criança a Tomar Boas Decisões



O sonho de todo pai e mãe é que os filhos sejam capazes de fazer escolhas sábias e saudáveis. Na hora de escolher amigos, na forma de se comportar, nas decisões que irão moldar sua vida futura.


Quando você ajuda a criança a ter confiança nas suas decisões, você desenvolve nela uma habilidade fundamental para o sucesso na vida.


Quando as crianças aprendem a fazer suas próprias escolhas com segurança, elas se tornam mais independentes, responsáveis e confiantes.


Como é atualmente o poder de decisão do seu filho? Por exemplo, se você entra com ele em uma loja de brinquedos, como ele se comporta?


Ele sempre sabe exatamente o que quer comprar? Ele é pensativo e analítico para fazer uma escolha? Ou totalmente incapaz de escolher entre o Lego ou o carrinho de controle remoto?


Conforme amadurecem, as opções passam a ser mais determinantes. Não é mais a escolha entre um sorvete de chocolate ou morango que os ocupa, mas com quais colegas de classe fazer amizade, que cursos fazer, quem eu quero ser?


Como Se Desenvolvem as Habilidades de Tomada de Decisão


As crianças aprendem habilidades de tomada de decisão gradualmente e são fortemente influenciadas pelas expectativas e valores que aprendem dos pais.


As principais habilidades que as crianças precisam desenvolver para a tomada de decisões são:



  • Identificar quando uma decisão precisa ser tomada

  • Pensar em possíveis opções

  • Avaliar as opções e as consequências

  • Escolher estratégias para implementar a decisão

  • Analisar como a decisão funcionou


As crianças se tornam mais responsáveis nas suas escolhas quando aprendem a considerar cuidadosamente suas opções antes de tomar uma decisão.



14 Técnicas Para Educar Crianças que Sabem Tomar Sábias Decisões


Então, como podemos ajudar as crianças a aprender como tomar boas decisões e fazer escolhas sábias? Talvez até serem melhores do que nós tomando decisões?


Apresentamos para vocês dicas práticas para você usar no seu dia a dia e fortalecer o poder de escolha do seu filho ou filha.



1. Quando Pedir Para a Criança Tomar Uma Decisão, Limite as Opções


Entregue à sua filha uma revista com 200 vestidos, diga-lhe para escolher apenas um para sua festa de aniversário, e veja como ela vai ficar perdida para tomar uma decisão.


Pesquisas mostram que quando temos várias escolhas ficamos sobrecarregados, porque não queremos rejeitar muitas coisas...


Reduza as opções sobre qualquer tópico, e aí então deixe seu filho escolher. Dessa forma a escolha será muito mais fácil para ele.



2. Ensine a Criança a Se Conhecer



Uma das maiores chaves para a boa tomada de decisão é o autoconhecimento, ou seja, conhecer a si próprio profundamente.


Para ajudar seu filho a desenvolver suas habilidades de autoconhecimento, ajude-o a identificar seus pontos fortes e talentos, seus desejos e interesses, e também seus pontos fracos.


As crianças que podem distinguir suas próprias forças e fraquezas estão aptas a tomar melhores decisões com base em suas habilidades, vontades e interesses.



3. Faça Perguntas que Valorizam a Reflexão Antes da Tomada de Decisão


Faça perguntas que levam as crianças a refletir sobre suas razões para escolher uma opção específica sobre qualquer tema.


Perguntando você estará ajudando seu filho a aprender como avaliar opções e como refletir sobre as consequências embutidas em qualquer decisão.


Algumas boas perguntas incluem: "O que você mais gosta sobre essa opção?", "O que torna esta a melhor opção para você?", "Como você acha que isso vai funcionar?" “ O que você vai fazer para colocar essa decisão em prática?”



4. Ajude a Criança a Estabelecer Metas Alcançáveis


Definir objetivos incentiva as crianças a planejar e pensar a frente. Isso os ajuda a entender a ligação entre tomar decisões e agir.


É importante que as metas estabelecidas sejam viáveis e motivadoras para a criança. Além disso, as etapas necessárias para atingir os objetivos precisam ser definidas, e devem ser simples o suficiente para que a criança possa gerenciar.


Objetivos apropriados para uma criança escolher incluem desenvolver uma nova habilidade em uma área de interesse (aprender a jogar xadrez, a desenhar, a tocar um instrumento, a nadar, etc..), ou melhorar o desempenho em uma matéria da escola .


Elogie a criança e reconheça seu mérito pela execução bem sucedida das pequenas etapas de cada meta. Esse apoio ajuda as crianças a continuar perseverando nos seus objetivos.



5. Ajude a Criança a Descobrir Suas Áreas de Interesse


Talvez seja o futebol. Talvez a música, a arte, a culinária, etc... Seja o que for, ajude seu filho ou filha a descobrir suas áreas de interesse.


Em seguida, forneça exemplos da vida real de pessoas que compartilham os mesmos interesses e são bem sucedidas.


Incentive a criança a se dedicar e a se aprofundar na sua área de interesse. Isso a ajudará a entender que a chave para o sucesso é quando trabalhamos com o que amamos, com empenho e dedicação.


Saber o que a gente gosta, e conhecer o próprio potencial de realização, são características muito valiosas para a tomada de decisão.



6. Fale Sobre Decisões Cotidianas e Ensine-a a Observar e Avaliar os Prós e Contras de Toda Escolha


Envolva as crianças em tomadas de decisão do dia a dia. Por exemplo, se você está pensando em que presente comprar para o avô no seu aniversário, você pode falar com seu filho sobre os passatempos favoritos e interesses do vovô, os preços dos presentes, e que tipo de coisa ele usará mais.


Você também pode perguntar sobre qualquer coisa pessoal da sua vida no momento: "Eu estou tentando decidir se vou fazer yoga ou aula de dança. Qual você acha que eu deveria fazer? Por que?"


Depois de envolvê-lo em uma decisão, você deve conversar sobre as vantagens e desvantagens de cada sugestão, para que seu filho possa aprender a avaliar cuidadosamente diferentes opções.


Quando você explica para seu filho como você chega às suas conclusões, você o ajuda a entender o esforço que é necessário para tomar uma decisão.


Seu exemplo servirá como uma espécie de roteiro para ele seguir na hora de tomar as próprias decisões.



7. Brinque com Jogos Sobre Tomada de Decisão


Diferentes tipos de jogos se adequam à diferentes necessidades de aprendizagem. Ensinar uma habilidade de desenvolvimento pessoal para a criança enquanto vocês brincam pode ser uma experiência fantástica para construir confiança e cumplicidade entre vocês dois. Vocês têm a chance de trocar experiências enquanto passam tempo de qualidade juntos.


Nos jogos as crianças se permitem experimentas coisas diferentes por conta própria, o que faz o processo de tomada de decisão evoluir.


Os jogos de pensamento estratégico são excelentes para exercitar a tomada de decisão , pois eles estimulam o pensamento crítico e habilidades de resolução de problemas.




8. Permita Que Decisões Seja Tomada de Verdade Pela Criança


Muitas vezes pensamos que é mais fácil e seguro tomar as decisões para os nossos filhos. E sejamos honestos, geralmente é... para nós!


Mas quando consideramos o desenvolvimento pessoal deles, isso definitivamente não é o melhor a se fazer.


Ao invés de decidir pelos nossos filhos, podemos guiá-los pelo processo de fazer a escolha sábia. Podemos fazer perguntas que os ajudem a ponderar os prós e contras de cada decisão.


Eventualmente, eles mesmos vão começar a se fazer essas perguntas automaticamente.


Pode ser que no final seu filho não faça exatamente a escolha que você gostaria, mas pelo menos ele estará pensando por ele mesmo.


E quem sabe ele não surpreende você , considerando algo que você não tinha nem pensado?


9. Permita Que a Criança Tome Algumas Más Decisões


Contanto que não seja uma questão de saúde ou segurança, é importante que as crianças tomem algumas decisões ruins para aprender com o erro. Dessa forma elas aprenderão melhor sobre a importância de considerar consequências.


Por exemplo, quando seu filho vem para casa chorando porque ele deixou cair uma nota de cinco reais na rua, você pode apostar que ele não vai brigar com você na próxima vez que você sugerir que ele deixe o dinheiro que não vai usar em casa.



10. Deixe-a Lidar com Seus Erros


Sabe o choro por causa dos cinco reais que ele perdeu? Deixe-o chorar, nada de abrir a carteira e dar a ele outros cinco reais.


Conversar e orientar é ideal, mas resista à vontade de proteger seus filhos das consequências de suas escolhas.


É difícil assistir a criança sofrendo, é claro, mas às vezes precisamos deixar nossos filhos sentirem os efeitos das escolhas de curto prazo para ajudá-los a ganhar sabedoria nas suas decisões.


E se eles fizerem alguma besteira (e eles vão, é parte do crescimento), não tire a sua responsabilidade. Deixe-os aprender com seu erro para não cometê-lo novamente.


Mostre que você ainda confia neles, independente do erro pontual. Isso ajudará a dar-lhes confiança para superar e crescer em sabedoria.



11. Comemore as Vitórias


Quando seus filhos fazem uma escolha sábia, mostre que você notou. Comemore com um abraço, um elogio, leve ele ao cinema para celebrar a boa decisão - e deixe que ele escolha o filme!


Receber seu reconhecimento e admiração irá afirmar e reforçar para seu filho que valeu a pena o esforço para fazer a escolha sábia.



12. Ensine a Criança a Importância de Escolher Suas Amizades


Ensinar seus filhos a escolher amizades é uma tarefa vital. Gostamos de pensar que somos fundamentais para nossos filhos - e somos!


Mas no dia a dia seu mundo gira em torno de suas próprias interações sociais e círculos de amigos. É aos amigos que nossos filhos estão ouvindo, e não a nós, em muitas circunstâncias.


Uma maneira segura de saber em que direção o seu filho está indo é conhecendo seus amigos. "Diga-me com quem andas e te direi quem és".


Uma pessoa, principalmente o jovem, deve expor-se a muitos tipos diferentes de personalidades e culturas, e deve ter de mente aberta para diferentes pensamentos. Mas as pessoas que mantemos por perto devem refletir nossos valores.


Ensine seu filho a entender o valor de um bom amigo, e também o que significa ser um bom amigo. Isso será um grande trunfo para ajudar seus filhos a tomar decisões sábias.



13. Ensine a Criança Sobre a Importância de Considerar a Necessidade dos Outros ao Tomar Decisões Que os Afetam


Também é importante ajudar as crianças e os jovens a entender e levar em conta o ponto de vista e necessidade de outras pessoas ao tomar decisões que as afetam.


Nesse caso em particular é de muito valor ensinar seus filhos habilidades de empatia, ou seja, a capacidade de conseguir se colocar no lugar do outro, principalmente quando existem divergências de opinião.


Entender o sentimento e a necessidade do outro auxiliará seu filho a ser mais tolerante ao tomar uma decisão.



14. Leia com a Criança Livros Sobre Tomada de Decisão


De forma lúdica, livros que falam sobre tomada de decisão ensinam para as crianças o conceito da escolha, e como o processo de tomada de decisão pode ser desafiador e ao mesmo tempo gratificante.


A literatura é uma forma deliciosa de ajudar os pais na tarefa de fazer a criança descobrir e colocar em prática todo o seu potencial!


Quando se trata de ensinar valores e virtudes - descobrir o que você deve fazer e fazê-lo - é importante lembrar que a maternidade/paternidade é uma maratona!


Ao longo do tempo, as conversas que você terá com seus filhos sobre tomada de decisões irá fortalecê-los para enfrentar qualquer escolha que precisem fazer no futuro.


Estas conversas também poderão ser uma grande oportunidade para fortificar a comunicação entre você e a criança, e uni-los ainda mais. Um abraço para você e sua família!


#TOMADADEDECISÃO #FORÇAMENTAL

COPYRIGHT © IASEA.  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Este material está protegido pela Lei 9.610 de Direitos Autorais. A reprodução desse conteúdo em sites, blogs, jornais ou qualquer veículo de distribuição e mídia só poderá ser feita mediante prévia autorização do IASEA.