15 Estratégias Para Educar Crianças Mentalmente Fortes



Você já notou que na sociedade atual gastamos muito tempo falando sobre a importância de ser fisicamente forte e saudável, mas há muito menos ênfase na Força Mental?


E sem ter a Força Mental desenvolvida as crianças não terão as habilidades pessoais necessárias para serem felizes e bem-sucedidas.


Então como educar crianças mentalmente fortes? Crianças com autoconhecimento elevado e com a determinação necessária para alcançar seus objetivos?




Benefícios da Força Mental


As crianças mentalmente fortes são mais capazes de superar qualquer fracasso até encontrar o sucesso. Elas aprendem com seus erros e sabem assumir a responsabilidade pelo seu comportamento e por suas atitudes.


As crianças mentalmente fortes não agem de forma grosseira e nem reprimem suas emoções. Elas também não são teimosas e não tratam outras crianças com indiferença.


Elas confiam na sua própria capacidade de lidar positivamente com os desafios do seu dia a dia, e têm a confiança de que se se elas se dedicarem, podem conquistar qualquer coisa que queiram de verdade.


Crianças que tem a Força Mental desenvolvida são mais felizes e tranquilas!


Existem Muitas Técnicas da Disciplina Positiva

Para Ajudar os Pais a Educar Crianças Mentalmente Fortes



Enquanto a maioria dos pais quer criar filhos mentalmente fortes, eles não sabem exatamente o que fazer, ou como fazer.


Ajudar a criança a desenvolver Força Mental requer uma abordagem com 4 pilares principais:



1. Ajudá-la a aprender como controlar seus pensamentos

2. Ensiná-la a como substituir pensamentos negativos por pensamentos positivos

3. Ajudá-la a definir seus sonhos e objetivos, e saber o que quer

4. Ensiná-la a como direcionar suas ações para alcançar suas metas.



15 Estratégias Para Ajudar Você a Educar uma Criança Mentalmente Forte



Desenvolver a Força Mental na criança envolve fortalecer nela a capacidade de pensar positivo, lidar com problemas de forma funcional e superar obstáculos sem entrar em desespero.


Veja aqui como você pode ajudar a criança a desenvolver e fortalecer essas habilidades:



1. Ensine A Criança a Silenciar o Pensamento Negativo


Enquanto todo mundo às vezes experimenta pensamentos muito negativos, algumas crianças são mais propensas ao pessimismo do que outras.


A criança que frequentemente pensa coisas como "Eu sou estúpido" ou "Ninguém gosta de mim" têm dificuldade de se sentir bem consigo mesma, e a insegurança a impede de realizar qualquer tarefa com alto desempenho.


Ensine desde cedo ao seu filho ou filha de que apenas porque ela pensa algo negativo, não significa que o que ela está pensando seja verdadeiro. Mostre para a criança todos os momentos em que a ansiedade e os pensamentos negativos dela são prejudiciais para ela mesma.


Ensine a criança regularmente sobre a importância de

1. prestar bastante atenção aos seus próprios pensamentos e

2. a substituir os pensamentos negativos por outros mais positivos.


Aqui você poderá ler sobre 15 Estratégias Para Ajudar a Criança a Desenvolver o Pensamento Positivo



2. Mostre a Criança Como Gerenciar Suas Emoções


Ensine para a criança que as emoções - mesmo as ruins - são normais. É normal sentir raiva, tristeza, constrangimento e medo.


Explique que, no entanto, são as escolhas que fazemos sobre como lidar com esses sentimentos que fazem toda a diferença.


Algumas crianças lutam para suportar o mal-estar que sentem com algumas emoções. Enquanto uma criança pode se comportar agressivamente cada vez que se sente irritada, outra pode evitar qualquer situação que aumente a sua ansiedade.


Com a ajuda dos pais e professores as crianças podem cada vez mais aprender a como controlar suas emoções, principalmente para evitar que suas emoções as controle.


Mas como fazer isso na prática do dia a dia? O que fazer, por exemplo, quando a criança tem alguma explosão emocional?


Primeiro, valide os sentimentos da criança dizendo algo como: "Eu entendo que você esteja realmente com raiva agora", ou "Sei que você está triste por não poder jogar no computador hoje".


Depois, ajude a criança a encontrar maneiras saudáveis de lidar com qualquer sentimento negativo.


Explique para a criança e para o adolescente que a principal forma de regular uma emoção é primeiro avaliando os pensamentos, e depois substituindo os pensamentos negativos por outros mais positivos.


Se a criança está pensando, por exemplo, em algo que a deixa com raiva, mostre para ela a importância dela conseguir substituir esse pensamento por outro que traga uma emoção positiva.


Conheça aqui 18 Formas de Ajudar a Criança a Controlar Suas Emoções




3. Incentive a Criança a Fazer Escolhas Positivas - e Elogie!


Saber se comportar produtivamente, mesmo em circunstâncias desfavoráveis, é uma habilidade que vai ajudar muito a criança ao longo da vida.


O comportamento produtivo está relacionado a capacidade de fazer escolhas saudáveis - e isso exige prática!


Para ajudar a criança a aprender a fazer escolhas positivas, converse bastante com ela sobre a importância de saber escolher entre o que vai fazer bem a ela e aos outros, e o que não vai.


Reforce o conceito incentivando seu filho ou filha a tomar boas decisões, decisões positivas. E elogie!


Por exemplo, elogie sempre que ela mostrar bondade com outra pessoa, ou quando ela prestar atenção extra ao executar alguma tarefa.


Elogie de todo coração os esforços da criança em pensar positivamente, em tentar controlar suas emoções e em fazer escolhas positivas. Elogiar as boas escolhas vai encorajá-la a continuar tomando boas decisões.


Aqui você pode conhecer 14 Dicas Para Ajudar a Criança a Tomar Boas Decisões



4. Ensine Habilidades Socioemocionais Para a Criança


A construção da Força Mental não tem a ver com a repressão dos sentimentos, tem a ver com as escolhas saudáveis que fazemos para lidar com eles.


Quando as crianças compreendem seus sentimentos e sabem como lidar com eles, principalmente com raiva, tristeza e medo, elas ficam melhor preparadas para lidar com qualquer desafio na vida.


O ensino de habilidades sociais e emocionais como autoconhecimento, empatia, autoestima, assertividade, autoconfiança, concentração, autocontrole, consciência multicultural, pensamento criativo, resolução de problemas, entre outras, traz uma variedade de benefícios para o desenvolvimento pessoal e social da criança.


Entre os principais benefícios, a criança com habilidades socioemocionais desenvolvidas:

  • regula seus sentimentos e comportamentos de forma adequada,

  • sabe avaliar a si mesma de forma realista,

  • respeita as diferenças, aprecia a multidiversidade,

  • resolve conflitos interpessoais de forma eficaz,

  • e sabe avaliar e tomar boas decisões nos desafios diários.


Ensine habilidades socioemocionais regularmente para a criança, e lembre-a de sempre valorizar todas as suas maiores qualidades pessoais.



5. Ensine a Criança Sobre a Importância de Saber Aprender com Erros


Permita que seu filho ou filha aprenda algumas importantes lições de vida cometendo seus próprios erros.


Ensine para a criança que os erros são parte do processo de aprendizagem, e que ela não deve se sentir envergonhada se cometeu um erro não proposital.


O problema do erro não é cometê-lo pela primeira vez, mas sim continuar cometendo-o:

ou porque você não assumiu o erro ou porque não aprendeu nada com ele.


Fale sobre erros aberta e honestamente, e pense junto com a criança sobre formas e estratégias para corrigir e superar falhas.


Explique para seu filho que você sempre permitirá explicações, mas não desculpas, quando ele cometer um erro ou se comportar mal.


E sempre corrija a criança se ela tentar culpar os outros por como ela se sente ou por como ela se comporta.


Explique para a criança sobre a importância dela assumir a responsabilidade pelos seus próprios atos e sentimentos.


A criança precisa aprender desde cedo, como parte básica da educação, a assumir e a se desculpar por um erro ( para o outro e para si própria), e a ficar atenta para não cometer o mesmo erro novamente.


Aqui você pode conhecer as melhores 11 Estratégias Para Ajudar a Criança a Aprender com Erros.



6. Controle a Negatividade na Frente das Crianças


É difícil para as crianças se sentirem mentalmente fortes quando elas são bombardeadas com comentários pejorativos ou quando só escutam reclamações ou histórias de desgraça e melancolia à sua volta.


Claro que precisamos manter nossos filhos conscientes dos problemas do mundo, mas não é aconselhável que as crianças, por exemplo, assistam jornal diariamente, ficando extremamente expostas a mídia e seus assassinatos, estupros e acidentes intermináveis.


É importante que a criança saiba olhar os obstáculos inevitáveis da vida de forma realista, mas é importante que as informações cheguem filtradas de acordo com sua idade e grau de compreensão.


Aqui você pode checar 8 Maneiras de Proteger a Criança da Negatividade.



7. Ajude a Criança a Enfrentar o Medo

Se seu filho evita muito as coisas que ele considera assustadoras, ele nunca terá a oportunidade de ganhar confiança sobre si mesmo e sobre sua capacidade de lidar com o estresse.


Se seu filho tem medo do escuro, ou medo de tentar coisas novas, ajude-o a enfrentar seus medos aos poucos, dando um pequeno passo de cada vez.


E toda vez que a criança tentar encarar um medo de frente, apoie, elogie seus esforços, e reconheça o quanto ela está sendo corajosa.


Aqui você pode conhecer as melhores 14 Maneiras de Ajudar as Crianças a Controlar o Medo.


E nesse link você encontra uma seleção de 36 Livros Infantis Para Ajudar a Criança a Superar Medos.



8. Permita que a Criança Resolva Seus Problemas Sozinha


Nossa tendência natural é querer resolver qualquer coisa para a criança quando vemos que ela está sofrendo.


Mas resolver por ela, apenas para salvá-la rapidamente da angústia, só reforça para a criança a sensação de que, no fundo, ela é impotente e incapaz.


Se a criança está se sentindo frustrada com sua lição de casa por exemplo, ou está sofrendo para resolver um mal-entendido com um amigo, deixe-a sentir o desconforto que todo problema traz.


A vontade de superar essa sensação de desconforto é o que pode ajudar a criança a construir a Força Mental. Com seu apoio, ela precisa aprender sobre a importância de saber procurar soluções para qualquer problema que ela tenha.


A criança que desenvolve a estrutura mental para enfrentar e superar seus problemas sozinha passa a ter a coragem e confiança necessária para atingir seus objetivos.


Aqui você poderá ler sobre 14 Formas de Ajudar a Criança a Resolver Seus Próprios Problemas.


9. Foco na Construção do Caráter - Como Ensinar Valores e Virtudes


Crianças e jovens precisam de uma forte bússola ética para ajudá-los a tomar decisões saudáveis na vida. Eles precisam de orientações.


Se você trabalhar com dedicação para ensinar para seu filho ou filha os valores e virtudes mais importantes da vida, você pode ter certeza de que estará os preparando muito melhor para um futuro bem sucedido.


Por exemplo, enfatize a importância da honestidade e da dedicação, em vez da compulsão de ganhar a qualquer custo. Ensine sobre bondade, compaixão, tolerância, dignidade, perseverança e muito mais


As crianças e os jovens que têm valores e virtudes fortalecidos são mais determinados, solidários e felizes. Conheça aqui 50 Virtudes Para Ensinar Para as Crianças.



10. Faça da Gratidão uma Prioridade


Exercitar a gratidão é um remédio maravilhoso para a criança desenvolver a Força Interior e superar alguns maus hábitos, como a insatisfação, que podem impedir que ela cresça mentalmente forte.


Quando você ajuda a criança a reconhecer regularmente todo o bem que ela tem na vida você estimula que ela direcione o foco para a felicidade e outros sentimentos positivos.


Saber ser diariamente grata pelas boas coisas da vida, além de impulsionar o bom humor e a positividade, ainda incentiva que a criança tente resolver seus problemas com mais fé, de uma forma mais proativa.


De acordo com pesquisas sobre resiliência, todas as pessoas que passaram por experiências muito traumáticas e conseguiram sair mais fortes apresentam uma característica em comum: o sentimento de gratidão bem desenvolvido.


Aqui você pode ler sobre as mais efetivas Maneiras de Ensinar a Criança a Ter Gratidão.



11. Seja Você Mesmo um Modelo de Força Mental


Mostrar a criança como ser mentalmente forte é a melhor maneira de incentivá-la a ser mentalmente forte.


Fale sobre seus objetivos pessoais e mostre para a criança que você mesmo está sempre tomando medidas para se fortalecer.


Se você quer que sua filha ou filho desenvolva Força Mental, mostre na prática o que isso significa. Seja um modelo. Mostre a eles como perseverar em seus objetivos, como reconhecer e assumir erros, e como usar isso para se tornar uma pessoa melhor.


Mostre como você vive na prática o padrão de comportamento que está pedindo para a criança.



12. Aumente Seus Próprios Padrões de Comportamento


Os filhos são um reflexo dos pais. Tudo o que você faz, o que você diz, como você responde aos outros, torna-se a realidade do seu filho.


E no entanto todo pai e toda a mãe pode perder a linha em algum momento. O importante é você não deixar isso acontecer na frente das crianças.


Quando você perde o controle emocional na frente de uma criança, quando você se torna defensivo, não admite seus erros, culpa os outros, ou age de forma desagradável, ela assimila isso.


Você não deve esperar mais de seus filhos do que você espera de si mesmo.


Quando você define padrões de comportamento para a criança, fica mais fácil para ela entender o que precisa alcançar. Ter padrões elevados, e conseguir alcançá-los, é uma parte fundamental de ser mentalmente forte.


Para seu um educador extraordinário, faça do autoaperfeiçoamento uma prioridade em sua própria vida!



13. Ensine, Não Mande


"Sente-se." "Faça sua lição de casa." "Limpe seu quarto".


Embora essas ordens possam ser necessárias no dia a dia, elas não ensinam para a criança nada mais do que saber que elas têm que cumprir ordens. E muitas vezes, se você tem que repetir muito e ela demora cada vez mais para obedecer, isso sem dúvida vai criar tensões entre vocês.


Se você quer ensinar de verdade qualquer coisa, a primeira coisa que você precisa é ter um aluno engajado. Então, como fazer a criança se engajar?


A melhor forma é por meio de perguntas que a façam refletir. Em vez de mandar, você deve começar a perguntar: "Você sabe por que você tem que se sentar?" "Você sabe por que você tem que fazer seu dever de casa?" "Você sabe por que você precisa limpar seu quarto?"


Perguntando essas e muitas outras questões para a criança, em vez de simplesmente mandar e dar ordens, você vai fazer com que ela pense e aprenda porque ela tem que fazer as coisas que você está pedindo.


E quando a criança compreende o propósito das coisas, isso eleva muito seu envolvimento, cooperação e tolerância com qualquer tarefa.



14. Ensine a Criança Sobre a Importância da Tolerância e do Respeito à Diversidade


Se queremos tornar o mundo um lugar mais pacífico, precisamos começar pelas crianças. Elas ainda estão formando suas percepções do mundo, e precisamos ser boas influências em suas vidas.


Para tornarmos nossos filhos pessoas de caráter, e para fortalecer a harmonia no mundo, precisamos ensinar a tolerância e o respeito às diferenças, principalmente às diferenças religiosas, raciais e de orientação sexual.


Precisamos desde cedo explicar para as crianças que tolerar não significa aceitar e mudar de opinião, de forma alguma. Tolerar significa saber respeitar pontos de vistas totalmente diferentes dos nossos.



15. Ensine a Adaptabilidade


O filósofo grego Heraclitus já dizia que a única coisa constante na vida é a mudança. E atualmente o mundo está mudando cada vez mais rápido.


Então que melhor maneira de preparar as crianças para suas vidas do que dar a elas a ferramenta da adaptabilidade?


Saber adaptar-se é uma das mais importantes características das pessoas bem sucedidas. Se queremos ser bem sucedidos em qualquer coisa, temos que saber nos adaptar.


A verdade é que as coisas nem sempre podem ser do nosso jeito, então aprender a se adaptar é fundamental na construção da Força Mental.


E como ensinamos para uma criança a habilidade de saber se adaptar?


Incentivando-a a experimentar coisas novas, mesmo que isso signifique assumir um risco. Encorajando-a a reagir de uma forma diferente quando confrontada com uma nova situação.


Ensinando-a a minimizar uma decepção e a maximizar a alegria quando uma situação muda e traz bons resultados.


Até mesmo algo simples, como apenas pensar nas oportunidades que uma nova situação traz, pode fazer uma grande diferença no exercício da adaptabilidade.



Queridos Pais e Professores,


é fascinante ver como as crianças mentalmente fortes se diferenciam, são mais felizes e confiantes. Onde outras crianças veem barreiras impenetráveis, elas veem desafios a superar.


Quando realmente ajudamos as crianças a construir Força Mental, estamos preparando-as para lidar com os desafios da vida e a criar o próprio sucesso!


#FORÇAMENTAL



COPYRIGHT © IASEA.  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Este material está protegido pela Lei 9.610 de Direitos Autorais. A reprodução desse conteúdo em sites, blogs, jornais ou qualquer veículo de distribuição e mídia só poderá ser feita mediante prévia autorização do IASEA.